Conteúdo 5

5

Crowdfunding

Quando começamos a planear o financiamento de uma ideia ou produto, o crowdfunding é uma opção emergente que nos sugere viabilidade e potencial independência financeira.

O crowdfunding é um formato simples para viabilizar negócios, produtos ou startups através de campanhas de financiamento colectivo, nomeadamente pessoas interessadas em que a iniciativa se concretize. O cliente final pode ajudar a concretizar o negócio.

Campanha de crowdfundingLançar um projeto nestes moldes tem algumas vantagens. Para o empreendedor existe uma maior base de apoio disponível para financiar colaborativamente o seu projeto, através do seu núcleo familiar e amigos. Esta base será igualmente importante na divulgação do mesmo. Optar por este tipo de financiamento diminui também o risco associado à potencial criação de uma empresa. A divulgação da ideia é imediata e de custos reduzidos, face ao potencial digital de comunicação. Por outro lado, qualquer pessoa pode investir em pequenos montantes, o que democratiza o investimento no produto.

Este processo permite que o empreendedor evite recorrer ao empréstimo bancário e coloque o seu projeto em movimento sem constrangimentos do ponto de vista do crédito. Para os mecenas e investidores, este formato de financiamento também tem recompensa, seja através do seu interesse em ver o projeto finalizado ou em compensações combinadas com o empreendedor.

Mais vantagens

Uma campanha de crowdfunding resolve potencialmente vários problemas de uma só vez:

  • É um estudo de mercado. Permite validar (ou não) a aceitação do público para o produto antes de se investir na sua produção e comercialização. Essa razão leva a que muitas empresas já estabelecidas utilizem as plataformas de crowdfunding mesmo sendo-lhes possível lançar o produto pela via tradicional;
  • Financia o primeiro investimento de produção para o produto, garantindo ao mesmo tempo comprador para a primeira fornada;
  • Permite descobrir e criar uma primeira comunidade de consumidores leais;
  • Dá acesso a um mercado global de potenciais compradores;
  • A campanha pode ser alavancada para conseguir exposição mediática.

Este formato de financiamento colaborativo marcou um antes e depois em várias indústrias, desde produtos de design a produtos de tecnologia e outros projetos de áreas criativas.

Modelos de crowdfunding

Existem quatro modelos de financiamento que podemos aplicar, dependendo do objetivo primordial da campanha.

mecânica de uma campanha

 

Baseado em recompensas. Existem dois tipos, Keep-it-All (KIA) ou All-or-Nothing (AON), identificados por um estudo conjunto das universidades York de Toronto e Lille Nord, de Lille. No primeiro o empreendedor estabelece um objetivo de financiamento e fica com todo o montante recolhido, cumpra ou não a sua meta. No segundo o empreendedor apenas garante o financiamento caso o objetivo seja atingido. O Kickstarter é a plataforma de maior sucesso em formato tudo ou nada e foi anfitrião dos projetos que maior financiamento angariaram até hoje. Tem foco em projetos criativos e opera em vários países, além dos Estados Unidos. Já o Indiegogo também permite projetos keep-it-all, mas ao contrário do Kickstarter é sediada e apenas opera nos Estados Unidos.

Baseado em doações. Projetos com fins donativos visam financiar causas solidárias. Este financiamento filantropo é sustentado pelo prazer de contribuir para problemas sociais e causas comuns.

Baseado em capital de empresa. Este tipo de crowdfunding permite que o investidor troque o seu investimento por capital da empresa e garante o direito a uma parcela do futuro do produto ou empresa.

Baseado em empréstimos. Este modelo consiste na cedência de empréstimos aos empreendedores, com taxa de juro associada. Funciona quase como crédito, onde mensalmente terá de ser paga uma prestação e juros.

Principais plataformas

O Kickstarter, o Indiegogo e o GoFundMe são algumas das plataformas de maior sucesso online. Quando pensamos a ideia devemos ter em conta as características da plataforma. Todas têm fundamentos distintos e dispõem de uma organização funcional personalizada.

Em Portugal, o PPL e o Massivemov são as referências. O primeiro recebe essencialmente projetos sociais, culturais e desportivos. O Massivemov foca-se em projetos criativos.

A mecânica de uma campanha de crowdfunding

O sucesso de uma campanha de crowdfunding depende essencialmente de 2 factores:

O número de pessoas a que chega a campanha;
A % destes que decide apoiar a campanha.

Divulgação. Muito raros serão os casos de campanhas que são colocadas na plataforma e atingem sucesso sem grande esforço de comunicação. A viralidade é um aliado pouco fiável e, regra geral, por detrás das campanhas de crowdfunding mais bem sucedidas está um enorme esforço de divulgação.

Criar um discurso forte é fortalecer a mensagem e o produto. Se formos honestos e claros sobre o que queremos realizar, se contarmos uma história que seja interessante e inspiradora, temos mais possibilidades de cativar a atenção de investidores.

Chegar à audiência certa. O primeiro passo é identificar qual a audiência certa para o nosso produto. Em grande parte dos casos a audiência é óbvia, mas poderão sempre haver oportunidades não identificadas. Atingindo a audiência certa é possível melhorar os dois lados da equação: membros da audiência têm maior probabilidade de partilhar a campanha com amigos, aumentando o nº de pessoas a que chega a campanha; e têm também maior probabilidade de apoiar a campanha.

Blogs e media. Identificada a audiência certa, devemos escolher uma lista de blogs e media que se dirigem à mesma.

A publicação da nossa campanha em blogs e media de grande alcance não é de todo simples. Bloggers e jornalistas costumam receber um grande número de pedidos semelhantes diariamente, o que pode abafar a comunicação.

http://fourhourworkweek.com/2012/12/18/hacking-kickstarter-how-to-raise-100000-in-10-days-includes-successful-templates-e-mails-etc/

Redes Sociais. Não deveria ser novidade que redes sociais como o Facebook têm uma enorme base de dados de informação sobre praticamente toda a gente. Têm um produto especificamente para pais com bebés de 0 a 12 meses residentes? Ou para donos de pássaros de estimação?

A publicidade paga em redes sociais permite fazer chegar a campanha a audiências muito específicas, fornecendo ainda toda a informação necessária para calcular taxas de conversão. Assim, é possível utilizar a publicidade no Facebook para testar a apetência de várias audiências diferentes para o nosso produto. Podemo-nos depois focar naquela que traz uma melhor taxa de conversão.

A publicidade nas redes sociais tornou-se nos últimos tempos talvez na maior arma de comunicação das grandes campanhas de Kickstarter. A Funded.today, agência fundada em 2014 e que apoia campanhas de crowdfunding com a divulgação já angariou 80 milhões de dólares, sendo a principal arma a publicidade nas redes sociais. A lógica é simples, com as ferramentas analíticas disponíveis, o Facebook permite visualizar:

  • A quantas pessoas foi publicada a publicidade;
  • Dessas pessoas, quantas carregaram no link;
  • Das que carregaram no link, quantas eventualmente apoiaram a campanha?

Assim, é possível obter um número preciso do retorno do investimento. Se por cada 1€ obtermos um retorno de 2€, então valerá a pena investir 100 000€ para obter um retorno de 200 000€.

Estes dados analíticos permitem testar diversas hipóteses e calibrar melhor a campanha. Que imagens/vídeos funcionam melhor? Que audiência responde mais? Qual a mensagem que mais leva à acção?

Pré-campanha

Os primeiros dias de campanha são críticos, uma vez que um início intenso de apoiantes faz desenrolar uma série de ciclos virtuosos:

  • Os media ficam mais predispostos a publicar uma campanha que está a ser um sucesso;
  • O algoritmo da plataforma de crowdfunding reconhece a campanha como sendo popular e torna-a mais visível, aumentando o tráfego orgânico à campanha;
  • As pessoas tendem a preferir apoiar projectos bem sucedidos do que projectos com alguma probabilidade de falhar.
A importância do vídeo

Planear um projeto sem vídeo deve ser reconsiderado. O vídeo é importante nestas campanhas e os números são claros ao mostrá-lo. Um estudo da MPW* demonstra que os projetos no Kickstarter que eram suportados por video tinham 85% mais possibilidade de alcançar o sucesso.

A atenção das pessoas é cada vez mais diminuta, por isso um vídeo duplamente sucinto e criativo é importante para manter a essência da mensagem.

*https://mwpdigitalmedia.com/blog/without-a-video-your-kickstarter-project-will-probably-fail/

Construir a página da campanha

É quase tão importante quanto o projeto em si. A construção gráfica passa uma importante mensagem ao backer, ao investidor. A sua apresentação transmite confiança, aproxima o investidor do projeto.

Newsletter

Receba as novidades no seu email